O que é síndrome do impacto?

O termo Síndrome do impacto foi descrito por Neer em 1972. Ele caracterizou que a localização anatômica do tendão do supra-espinhoso e do tendão do bíceps braquial (dentro do sulco intertubercular) se encontra na região anterior ao arco córaco acromial. Com o ombro em posição neutra, no movimento de flexão de ombro, estas estruturas precisam passar abaixo do arco coracoacromial, dando possibilidade para impactos. Estes impactos acontecendo freqüentemente nas estruturas do ombro causam tendinites, bursites, rupturas tendinosas, dor ao elevar o ombro, fraqueza muscular, crepitação, etc.    

 

Porque ocorre a síndrome do impacto?

Diversos fatores são citados na literatura. Geralmente ocorrem movimentos repetitivos do ombro acima de 90 graus. Estes movimentos repetitivos se somam a diversos fatores, tanto estruturais como funcionais, que aumentam a probabilidade de desenvolver a síndrome do impacto.

Fatores estruturais:

- Hipercifose estrutural;

- Escoliose estrutural;

- Tipo de Acrômio (I,II e III) (vide literatura Biglianni e col.);

- Diminuta vascularização dos tendões do manguito rotador (em especial tendão do supra-espinhoso);

- Osteofitose em qualquer osso envolvido;

- Espessamento das bursas;

- Calcificação tendinosa;

- Frouxidão capsular.

Fatores funcionais:

- Disfunções somáticas (Osteopáticas):

Cervical Alta, Cervical+++ (Principalmente c5/c6 – nível metamérico), torácica++, costelas++, clavícula+++, escápula+++, úmero+++, cotovelo+, punho+, mão+, esterno++, vísceras+, crânio+, SNA (simpático – artérias)+, S. Linfatico+, outros.

- Hipomobilidade escápulo torácica, acrômio clavicular, escápulo umeral, esterno clavicular;

- Fraqueza muscular em qualquer um dos músculos do manguito ou adjacências (desequilíbrio muscular);

- Desequilíbrio tônico;

- Desequilíbrio das cadeias musculares;

- Excesso de atividades, LER, ambiente não ergonômico no trabalho ou atividades diárias;

- Propriocepção inadequada;

- Alterações fasciais;

- Outros.

 

Quem pode desenvolver a síndrome do impacto?

*Ocorre principalmente em atletas:

- Nadadores,

- Beisebol,

 – Tênis,

 – Vôlei,

 – Basquete,

- Marceneiros;

- Metalúrgicos;

- Pintores;

- Faxineiras;

- Donas de casa;

- Domésticas;

- Sedentários;

- E qualquer outro esporte ou atividade em que o movimento do ombro acima de 90 graus seja exigido constantemente;

 

Qual a diferença entre síndrome do impacto e tendinite do manguito rotador?

A tendinite do manguito rotador pode ser causada pela síndrome do impacto. Manguito rotador é o conjunto de músculos que coaptam a cabeça do úmero na fossa glenóide da escápula, ou seja, eles estabilizam a cabeça do úmero para que ela possa se movimentar no espaço. A síndrome do impacto, na verdade, é uma função inadequada destes movimentos do ombro que causam impactações excessivas. Estes impactos lesionam os tendões e as estruturas ali presentes que começam a se degenerar. Se não tratado pode gerar rupturas tendinosas, que levam a uma incompetência funcional do ombro.

 

Quais os sintomas apresentados?

Principalmente dor ao elevar o braço, crepitação, diminuição da mobilidade do ombro, diminuição das AVD’S.

 

Após melhorar a dor estou curado? Não preciso mais tratar?

Não. Muitas vezes com o repouso e medicação a inflamação cede. Mas deve-se tratar para que não inflame de novo. Inflamações excessivas causam calcificações nos tendões, estas calcificações podem levar a ruptura dos tendões. Não deixe chegar a este ponto. Procure tratamento. 

 

Quais os tratamentos utilizados?

MÉDICO:

- Medicamentoso

- Cirúrgico (somente se o tratamento conservador não obtiver efeito ou a degeneração não for passível de melhora)

CONSERVADOR:

- Osteopatia (atua na(s) origem(s) do problema)

- Fisioterapia

- Acupuntura

 

Qual o prognóstico?

Como em quase todas as patologias, o quanto antes procurar tratamento, maiores são as chances de cura. Se demorar a buscar tratamento, as lesões podem ser irreversíveis. Quando já existe lesão, o tratamento busca a melhora funcional e estabilização do complexo articular do ombro. Em muitos casos a dor desaparece e o paciente pode levar uma vida normal, sem maiores problemas.

 

Como diagnosticar?

O diagnóstico é feito pelo Médico Traumato-Ortopedista com exame físico. Raio-x e/ou Ressonância Nuclear Magnéticas podem ser solicitados para avaliar a qualidade estrutural das articulações  e realizar diagnóstico diferencial com outras patologias.

 

Qual profissional procurar?

Inicialmente o Médico para diagnóstico e depois um Fisioterapeuta para realizar a reabilitação funcional e estabilização de todas as articulações envolvidas.

 

O que a Osteopatia pode fazer de diferente para o paciente portador da síndrome do impacto?

A Osteopatia irá atuar principalmente na origem dos sintomas. Muitas vezes a origem da patologia não se localiza no local da dor. A dor é um sintoma, buscamos o que está causando o problema e aí sim tratamos. Por exemplo: Alterações da mecânica diafragmática podem gerar alterações de costelas que geram uma dificuldade de movimento na clavícula (ligamento costoclavicular), esta, funcionando incorretamente, altera toda a mecânica do complexo articular do ombro e desequilíbrios acontecerão; uma alteração do fígado pode gerar dor referida em ombro direito; problemas viscerais podem gerar retenções fasciais, e assim, repercutirem na mecânica do ombro gerando instabilidades e desequilíbrios funcionais. A Osteopatia irá buscar todas as possíveis causas, o corpo é visto como um só, ou seja, único e indivisível. Todas as estruturas estão funcionando harmonicamente, basta um desequilíbrio para alterar a homeostase, e aí sim, a patologia pode se instalar. Não adianta tratar somente os sintomas, assim, recidivas acontecerão. Devemos buscar a real causa e todas as compensações feitas pelo nosso corpo, tratar, e deixar o corpo se adaptar corretamente.

Frederico Meirelles.  

 

LeiaTambém sobre:

O que é Osteopatia?

Link: http://fredericomeirelles.wordpress.com/osteopatia/

O que é Hérnia de disco?

Link: http://fredericomeirelles.wordpress.com/2008/05/07/o-que-e-hernia-de-disco-o-que-e-protusao-discal-tratamentos-diagnostico-prevencao-sintomas/

Marcação de consultas com o Dr. Frederico Meirelles:

Link: http://fredericomeirelles.wordpress.com/contato/

 

 

 

About these ads