1, Atividade Física, Atletas, Atletismo, AVC, Área da Saúde, Bem estar, Biomecânica, Coluna Vertebral, Corpo, Derrame, Dor, Esporte de Alto Rendimento, Exercícios, Fisioterapia, Fisioterapia Esportiva, Fisioterapia Neurológica, Fotos, health, Idoso, Inflamação, Medicina, Medicina Esportiva, Neurologia, omt, Osteopathic, osteopathy, Osteopatia, pain, Pesquisas, Qualidade de vida, Reabilitação, Reabilitação Neurológica, Saúde, Saúde do Idoso, Terapia Manual, terapias Manuales, Vídeos

O que é Hérnia de Disco? O que é Protusão Discal? Tratamentos; Diagnóstico; Prevenção; Sintomas…


Siga o instagram http://bit.ly/2F3GyxV

O que é Hérnia de Disco?

Hérnia no dicionário quer dizer: “Passagem total ou parcial de um órgão por abertura natural ou não na parede da cavidade que o contém”. Então, para entender agora fica bastante simples. A Hérnia de disco é uma afecção aguda ou crônica da coluna vertebral onde ocorre uma migração do Núcleo do disco intervertebral, normalmente posterior, que acaba comprimindo estruturas altamente inervadas como a raiz espinhal, o ligamento comum posterior e o nervo espinhal. Esta compressão pode causar dor local e/ou irradiada, além de outros sintomas altamente incapacitantes. Afeta principalmente pessoas a partir dos 40 anos de idade.

Porque ocorre a Hérnia de Disco?

A lesão discal, normalmente, quando não resultada de um trauma grave, não ocorre durante um esforço agudo do tronco. Ela ocorre durante a vida inteira, por pequenas lesões sobre o disco intervertebral. A lesão comumente se inicia na Cartilagem articular, que na verdade é por onde passa a grande parte da nutrição do Disco Intervertebral. Após estas pequenas lesões na cartilagem articular a nutrição discal fica reduzida. Essa redução causa diminuição de diversas células importantes ao disco, inclusive as células responsáveis pela absorção de água. Diminuindo a hidratação, o Disco fica menos maleável, e seu tamanho diminui progressivamente. Como temos lesões da cartilagem, e ainda, o disco desidratado, fica mais fácil o processo de extrusão do Núcleo Pulposo. A unidade funcional vertebral “Corpo – Disco – Corpo” fica desequilibrada e assim aumentam os estresses sobre determinadas áreas. As alterações de movimento, ou seja, alterações mecânicas acabam forçando o núcleo para o “trilho” formado pelas lesões cartilaginosas e o anel fibroso desidratado. Assim temos previamente lesões crônicas, que quando sofremos um trauma ou realizamos um esforço grande, ocorre a migração do núcleo.

Quem pode desenvolver a Hérnia de Disco?

– Trabalhadores que ficam sentados o dia inteiro;

– Operadores de máquinas que fazem esforços excessivos e repetitivos com o tronco;

– Dentistas que realizam esforços de flexão e rotação da coluna diversas vezes ao dia;

– Atletas de determinados esportes que provocam exagerados impactos na coluna vertebral;

– Pessoas sedentárias que normalmente não tem boa Postura e acabam provocando excesso de tensões em regiões específicas do corpo;

– Pessoas obesas que aumentam a carga direta sobre a coluna vertebral;

– Pessoas que tiveram quedas ou traumas diversos criando “disfunções osteopáticas”. Estas disfunções se cronificam e anos depois ajudam a provocar um desgaste articular em determinadas regiões da coluna. Obs: “Só o Osteopata sabe diagnosticar e tratar com estas lesões”.

– Quem tem Herança Genética desfavorável;

– Pessoas que não dormem (descansam) o necessário, pois ao dormir o disco tende a se reidratar. Se não há reidratação adequada o disco de desidrata, facilitando o aparecimento de problemas discais;

– Pessoas estressadas;

– Fumantes crônicos. O Cigarro afeta a microcirculação corporal e dificulta a nutrição do disco intervertebral. Um disco sem nutrição adequada tem maior propensão a problemas;

– Pessoas que realizam exercícios em academias e/ou atividades físicas de forma incorreta, comprometendo a integridade da coluna vertebral;

– Outros.

Qual a diferença entre Hérnia de disco e Protusão discal?

Na verdade a Protusão Discal precede a Hérnia discal. A evolução da Protusão Discal, se não tratada corretamente, provavelmente será uma Hérnia de Disco.

“A Hérnia é uma Protusão Discal, porém a Protusão não é uma Hérnia Discal”.

Na Protusão Discal, não ocorre herniação, ou seja, o núcleo empurra o anel fibroso e este desgastado se dilata e comprime o Ligamento Vertebral Comum Posterior.

Na Hérnia de Disco, ocorre herniação do núcleo pulposo podendo atravessar o anel fibroso e o Ligamento Comum Posterior chegando até a medula Espinhal causando sintomas graves.

Quais os sintomas apresentados?

Dores na Coluna, dores irradiadas, câimbras, parestesias, formigamento, tonturas, dores de cabeça, alterações de esfíncteres, fraqueza muscular, diminuição ou abolição dos reflexos tendinosos, dificuldade para deambular, insônia, Depressão, etc.

Porque após uma crise, os sintomas costumam desaparecer? Estou curado?

Isto é normal acontecer. Quando temos uma lesão discal, o corpo responde e cria uma reação inflamatória local. Esta reação aumenta a dor local e a compressão pelo edema. Após, a inflamação melhora e os sintomas podem desaparecer. Aí que mora o perigo. Quando os sintomas desaparecem, interpretamos que “estamos curados”. Não, não estamos curados, esta é hora de procurar um especialista. A lesão mecânica continua no mesmo local, porém a dor e os outros sintomas melhoraram devido à diminuição da inflamação.

O corpo dá um sinal para o paciente se tratar, se ele não se cuidar, a dor voltará mais forte e mais freqüentemente até o paciente não agüentar mais e procurar um especialista. Com a lesão bastante avançada, o tratamento será mais difícil e o prognóstico pior.

Quais são os tratamentos utilizados e os mais eficazes?

Tratamento Médico:

– Tratamento Medicamentoso: Com Injeções de analgésicos, antiinflamatórios e relaxantes musculares na fase aguda e o controle com medicamentos orais, para os mesmos fins, para a fase crônica;

– Tratamento Cirúrgico: Quando o tratamento conservador não estiver fazendo efeito e o paciente não conseguir realizar suas atividades diárias.

Tratamento Fisioterapêutico:

– Osteopatia;

– Fisioterapia Traumato- Ortopédica: Eletroterapia, Termoterapia, Fototerapia, Alongamentos, Equilíbrio Músculo-Articular, Hidroterapia, Massagem;

-Quiropraxia;

-Acupuntura;

– Estabilização Segmentar, RPG, Mackenzie, Mobilização Neural, Mulligan, Maitland;

-Outros.

Quando tratar?

O quanto antes começar o tratamento melhor. Ao sentir dores na coluna vertebral, dores irradiadas e/ou formigamentos em membros inferiores ou superiores, procure o quanto antes um especialista e marque uma consulta. Infelizmente o que vemos no dia a dia são pessoas procurando atendimento quando o problema já é grave. O tratamento fica mais difícil e o prognóstico não é tão bom como se fosse tratado logo no início dos sintomas.

Como Prevenir?

A prevenção da Hérnia de Disco é realizada com a Higiene Postural e Osteopatia. A Higiene Postural é na verdade saber lidar com o corpo em diversas situações cotidianas, por exemplo: saber abaixar corretamente, levantar da cama, ergonomia no local de trabalho, exercícios corretos na sua atividade física regular; ou seja, consciência corporal. A Osteopatia é tão importante quando a manutenção postural adequada. Quando ocorrem traumas e quedas que “fixam” lesões Osteopáticas, não adianta ter uma boa postura. Ocorrerá sempre uma área sobrecarregada, o seja, hipermóvel que irá gerar lesões aos poucos durante a vida. Tem que se corrigir as lesões Osteopáticas com um Osteopata o quanto antes. A Osteopatia é fundamental na prevenção das Hérnias de disco e na maioria dos problemas articulares do corpo.

Qual o prognóstico?

Como dito anteriormente, o prognóstico depende muito de quando a pessoa procura o profissional especialista. Mas geralmente é muito bom e com reversão total ou parcial dos sintomas.

Como diagnosticar?

O diagnóstico é feito com base nos sintomas apresentados, Relatos do paciente (anamnese), Diagnóstico Diferencial, Testes Ortopédicos, Testes neurológicos, Testes Osteopáticos e Exames Complementares.

Qual profissional procurar?

Deve-se Procurar inicialmente o Médico Traumato- Ortopedista para realizar o Diagnóstico Médico e tratamento medicamentoso. Após, procurar um Fisioterapeuta para realizar o Diagnóstico Fisioterapêutico e Tratamento Reabilitativo. Excetuando-se pacientes com indicação cirúrgica, a Osteopatia é o melhor e mais eficaz tratamento para a hérnia de disco.

O que a Osteopatia pode fazer de diferente para o paciente com Hérnia de Disco?

A grande diferença da Osteopatia em relação a outros métodos de tratamento é a busca pela causa do problema, e não o tratamento dos sintomas. Quando a Osteopatia procura o que causou, ou está causando a hérnia, ela se diferencia dos demais tratamentos que abordam apenas os sintomas e não o verdadeiro problema.

O diagnóstico Osteopático é único e preciso. Somente o Osteopata pode e sabe corrigir lesões Osteopáticas, que as vezes, são as verdadeiras causadoras da Hérnia Discal.

O Osteopata não procura o problema só na Coluna Vertebral. Ele busca a causa, ou as causas: nos Pés, Joelhos, Quadril, Sacro-ilíacas, nas Cadeias Musculares, no Aparelho vestibular, olhos, vísceras, etc. O Problema Discal pode ter a seu início em qualquer lugar no corpo. O Osteopata reequilibra todos os tecidos corporais buscando a harmonia fisiológica necessária para que nosso corpo funcione corretamente.

Siga o instagram http://bit.ly/2F3GyxV

Leia também sobre:

O que é Osteopatia?

Link : https://fredericomeirelles.wordpress.com/osteopatia/

Síndrome do Túnel do Carpo:

Link: https://fredericomeirelles.wordpress.com/2008/09/29/sindrome-do-tunel-do-carpo-tratamentos-diagnostico-prevencao-sintomas/

Marcação de consultas:

Link: https://fredericomeirelles.wordpress.com/contato/

Frederico Meirelles.

Anúncios

777 comentários em “O que é Hérnia de Disco? O que é Protusão Discal? Tratamentos; Diagnóstico; Prevenção; Sintomas…”

  1. Bom Dia! 6 de janeiro agora fez um mês que descobri que estou com hérnia de disco fiz fisioterapia tomei remédio mas ainda estou com dor e muito preocupada pq quero me cura e volta ser quem eu era .
    O resultado do meu exame foi:Hérnia central do disco intervertebral de l5-s1,determinando compressão da face ventral do saco dural a esse nivel.
    Agradeço pela atenção .

  2. Sou motorista de ônibus, e acabei de ver o resultado de minha RMG, e descobri que estou com Hérnia de disco L5-s1. Em consequência, sinto muitas dores ciáticas, é terrível, já tomei variados tipos de remédios, e analgésicos. As dores as vezes desaparecem, mas logo voltam. Vou dar início ao tratamento, espero que não seja caso cirúrgico. Agradeço as informações contidas no site…

  3. Obrigado, pois consegui entender a diferença entre hérnia de disco e protrusão discal . No meu caso, meu ortopedista, me encaminhou para avaliação com Neurocirurgião. meu ortopedista sugeri cirurgia . sinto dor lombar cronica, desde 2003, quando tive uma crise de hérnia de disco , após 12 horas de trabalho, pois atuava como auxiliar de enfermagem, num hospital desde 1995. até hoje venho realizando todo tipo de tratamento, possível e imaginário para me livrar dessas dores na coluna . Fui obrigada a me afastar de minhas funções, de 2003 até 2007, o INSS. me manteve pagando o benefício, ainda em 2007, mesmo em tratamento, ele suspendeu meu pagamento. Então fui orientada a entrar com recurso, junto ao INSS, para que mantivessem os pagamentos, o primeiro foi negado e o segundo também foi negado. Pois eles alegavam que eu estava apta a retornar ao trabalho, eu não retornei ao trabalho ,pois sentia muitas dores. continuei com meus tratamentos , com ajuda do meu marido. Entrei com um processo contra minha empresa, pois não queriam me mandar embora, nem fazer acordo . Essa briga se estendeu ,de 2003 a novembro de 2011, quando consegui ,conversar diretamente com o novo administrador do hospital e ele aceitou entrar num acordo comigo ! Essa pressão psicológica só agravava meus problemas de saúde ! Com o dinheiro do acerto, que não foi muito, pude amenizar os gastos com tratamento, mais infelizmente o dinheiro acaba e já começo a me preocupar novamente. Já estive passando em pericia judicial, no ultimo dia 05/10/12. meu diagnóstico: Sinais de discopatia degenerativa em L4 -L5 com extrusão discal posterior e paramediana esquerda, comprimindo a raiz descendente homolateral de L5 no canal interior vertebral.
    indícios de sobrecarga mecânica do ligamento interespinhoso em L4-L5.
    MEU AMIGO,MUITO OBRIGADO PELO ESPAÇO ESCLARECEDOR ! DESEJO AO SENHOR E A SEUS FAMILIARES, MUITA BOA SORTE, SAÚDE E FELICIDADES !!!!! UM FORTE ABRAÇO !!! ITATIBA / SP.

  4. me chamo Jandira, fiz um raio-x e o resultado foi: Osteófitos nos corpos L1 a S1, Redução das espaços discais L1/L2 e L5/S1 e Esclerose das articulações interapofisárias entre L5/S1, gostaria que me explicasse o que quer dizer. Obrigado

  5. BOA NOITE FM,SOU CAMINHONEIRO A15 ANOS,E TENHO 36 ANOS E FIZ UMA RES MAG,E FOI DIAGNOSTICADO PROTRUSAO DISCAL DIFUSA EM L2L3 Q.TOCA AFACE VENTRAL DO SACO TECAL E OBLITERA PARCIALMENTE OS FORANTES DE CONJUGAÇAO A ESQUERDA.,PROT DISC.DIFUSA EM L3L4 Q COMPRIME A FACE VENTRAL DO SACO TECAL E OBLITERA PARCIALMENTE OS FORAMES DE CONJULGAÇAO BILATERALMENTE.,PROT.DISC.DIFUSA EM L4L5 Q TOCA A FACE VENTRL DO SACO TECAL E OBLITERA PARCIALMENTE OS FORAMES DE CONJULGAÇAO.,SINAIS DE ARTROSE INTERFACETARIA EM TODOS OS SEGMENTOS ESTUDADOS,E CONE MEDULAR NA ALTURA DE T12 :CONCLUSAO ;ESPONDILOARTROSE E PROTUSOES DISCAIS,COMO SE NAO BASTACE TAMBEM SEGUIDO DE ESPORAO NOS DOIS CALCANHARES UM TOCANDO O TENDAO DE AQUILES,FORMIGAMENTO NOS BRAÇOS E PERNAS,JA FAÇO FISIOTERAPIA A MAIS DE UM ANO POIS AS DORES VAO E VEM,MEU ORTOPEDISTA DIZ Q.O MEU CASO AINDA NAO E DE CIRURGIA ,SERA Q VOU PODER EXERCER MINHA PROFISSAO NOVAMENTE,POIS AINDA TENHO VINCULO COM A EMPRESA DE TRANSPORTE E ESTOU AFASTADO JA A UM ANO E MEIO E O INSS VAI ME DAR ALTA DENTRO DE 3 MESES DIZENDO NAO PODER MAIS ME AFASTAR,SERA Q.MESMO SEM FAZER CIRURGIA POSSO PEDIR APOSENTADORIA POR INVALIDES OU REABILITACAO PROFISSIONAL,POIS GOSTARIA DE VOLTAR AO MERCADO DE TRABALHO,MAIS TENHO MEDO DE VOLTAR PARA O TRANSPORTE E VOLTAR A TER PROBLEMAS NA COLUNA LOMBAR,POR FAVOR ME AJUDE A ENCONTRAR A SOLUÇAO,DESDE JA MUITO OBRIGADO E AGUARDO RESPOSTA.

  6. Adorei as explicações verifiquei sobre a tomografia e ressonancia que fiz e cada vez que sinto muitas dores tenho que procurar um medico só recebo medicamentos passa a dor por poucas horas e começa tudo denovo e nao tenho nenhuma explicação. Obrigado

  7. ressoonância magnética da coluna lombo-sacra
    TÉCNICA:
    imagegens adquiridas pela técnica de sagital T1 FSE E T2 FRSE, axial T1 E T2 FSE.
    OS SEGUINTES ASPECTO FORAM OBSERVADOS:
    Desaliamento ântero-posterior entre corpos vertebrais de L5-S1,inferindo componete de estabilida no plano axial .
    corpos vertebrais com altura mantida.
    modificação de sinal ao nível dos planaltos vertebrais contíguos entre L5-S1, de natureza degenerativa.
    alteraçães ósteo-hipertróficas marginais em corpos vertebras , componete apofisário baixo.
    perda de sinal de disco nas sequências poderadas emT, inferindo desidratação/degeneração particulamente L5-S1, também reduzido de espessura.
    potrusão L4-L5,retificando a face antrior do saco dural.
    complexo disco-ostefitário L5-S1 onde há subestenose foraminal.
    cone medular de mofologia,topografia e intensidade de sinais normais
    planos musculares semalterações.

    IMPRESSÃO:
    Espondiscoartrose particularmente L5-S1 onde há sinais de
    osteocondrose, complexo disco-osteofitário e subestenose foraminal.

    gostaria de saber que tenho direito ao benefício .e que doença e esta?. se é necessário sirugia.?

    peço ajuda
    gostaria de que alguêm me respôndesse

  8. Eu li o seu artigo e fiquei bastante curioso

    eu tenho 24 anos.. eu sempre fui um cara ligado a esportes, mas faz mais ou menos 1 mes que eu estava fazendo agachamento e comecei a sentir umas dores estranhas na região lombar..aí eu parei de treinar e fui ao ortopedista e ele me pediu pra eu fazer uma ressonância magnética.Aí eu peguei ela hj e obtive esses resultaros

    -Alinhamento sagital posterior dos corpos vertebrais preservado

    -Protrusão discal posterior central em l4-l5, que comprime a face ventral do saco dural

    -Osteófitos marginais incipientes nos corpos vertebrais

    -Articulações interapofisárias integras

    -Sinais de discopatia degenerativa em l4-l5 l5-S1

    -Sinais de ruptura do ânulo fibroso em situação posterior em l4-l5

    -Canal vertebral tem amplitude normal

    -Sinais de estenose do canal vertebral em

    -Medula espinhal com espressura,morfologia e intesidade de sinal normis.

    -Cauda equina com morfologia preservada

    -Partes moles para vertebrais sem alterações

    Opnião
    -ESPONDILODISCOPATIA DEGENERATIVA LOMBAR

    -PROTRUSÃO DISCAL EM L4-L5..

    A minha pergunta é isso que eu tenho pode ser considerado uma hernia de disco?? ou como vc disse é algo que precede a hernia???se sim não passa a ser considerado uma hernia de disco quanto tem sinais de ruptura do anulo fibroso?..

    E tenho outra duvida se ela for apenas uma protusão algo que precede a hernia quais exercicios você me indicaria para eu realizar para eu evitar que essa protusão vire uma hernia de disco?? eu adoro musculação e eu gostaria de voltar a treinar em breve..

  9. Estou muito preocupada,recebi o resultado de uma ressonancia e deu foi uma mínima anterolistese de S1 sob L5
    Desidratacao discal parcial e pequena protusao mediana de base estreita em L5-S1. Sinto tantas dores e la perdi massa muscular no meu bumbum do lado esquerdo. Será que ainda vai volta o normal? Desde de la agradeç!.parabéns pelo seu trabalho.

  10. tive resultado de tomografia comp. da coluna lombar:
    abaulamento discal difuso em l4-l5, tocando a face ventral do saco dural e insinuando nas porções inferiores dos forames neurais correspondentes.
    Acontece que não entendo nada disso…e o medico me deu 5 dias de atestado, pois meu trabalho é com peso.Estou tomando medicamentos e injeções…a dor esta passando…mas será que posso retornar depois ao trabalho com segurança???obrigado desde já!
    ps:Está fazendo um ótimo trabalho, parabens!

  11. GOSTEI MUITO DA EXPLICAÇÃO,POIS TEVE UM MÉDICO ORTOPEDISTA ESPECIALISTA DA COLUNA NO QUAL ELE PEDIU UMA RESSONÂNCIA MAGNÉTICA E NO RESULTADO DEU QUE ERA PROTUSAO DISCAL DA L4 E L5 E ACREDITEM SE QUISER O ESPECIALISTA ME EXPLICOU QUE NÃO ERA NADA NO DISCO OU NO OSSO E SIM UMA LESÃO NO MÚSCULO E DEU UM EXEMPLO DE UM JOGADOR DE FUTEBOL, QUE SE O JOGADOR TREINAR MAIS DO QUE DEVE ELE ACABA SENTINDO ESSA DOR.FIQUEI PASSADA

  12. Olá Frederico, li o que escreveu sobre protusão discal e hérnia de disco, e fiquei satisfeito com com as dúvidas que sanei.
    Por muito tempo , desde 2003, quando sofri um acidente automobilístico, sofrendo alguns traumas entre eles fratura de processos transversos, vinha me tratando com um ortopedista que só me mandava me exercitar mas nunca me orientou quanto à gravidade dos sintomas que vinha sentindo desde aquela época. Hoje os formigamentos são constantes, a perda de força e sensações nervosas, tipos choques de curta voltagem, do iliaco para baixo, mais precisamente na perna direita inteira, são quase que diários. Há alguns dias, me consultei com um outro ortopedista, aqui na capital, Curitiba, é que descobri que tenho Discoartorse de L4-L5 e L5-S1, discreta protrusão discal difusa L4-L5 e protrusão disco-osteofitária posterolateral direita em L5-S1 tocando a raiz direita de S1.
    A sua explicação me mostrou o porquê das dores, formigamentos, perda de força até incapacitantes às vezes e porque isso acontecia e depois parava, acontecia e parava.
    Obrigado pela explicação, vou procurar ajuda o mais rápido possível, pois só tenho 41 anos e quero aproveitar muito a vida.
    Abraços.

  13. olá bom dia,gostaria que tipo de tratamento devo de ter por uma lessão que sofri penso eu apos um acidente de viação do qual foi um embate enorme na trazeira do meu carro do qual me doeram logo as costas de imediato!!!!!!!já fiz exames que deu que tinha uma hérnia inta-esponjosa da plataforma vertebral inferior de L1 ..obrigado

  14. doutor tenho tipo um lobionho entre a cavidadede entre o ombro e a costela quando aribo o braço persebo ele e quando faço esforço fisico a que mesma região doi
    o que pode ser
    pois fico trabalhando sentato 12 horas por dia em frente um pc

  15. Dr: Vivo a cinco anos,sofrendo muito.Não consigo viver nem sentada,nem em pé, com muitas dores.Recentemente fiz uma ressonância,e estou com discopatias degenerativas lombares.Pequenas protrusões discais posteriores difusas nos niveis,L2_L3,eL3_L4 e L4_L5. E barra disco-osteofitaria posterior difusa no nivel L5_S1.Discreta retrolistese de L5 soubre S1,de provável natureza degenerativa.

  16. Boa tarde Dr.Frederico Meirelles,
    Mas este formigueiro é normal acontecer durante quanto tempo? 1 mês, 2 meses?
    Qual o tempo que deverei esperar, para consultar novamente um médico?
    Obrigado

    Cumprimentos,
    João Paulo

  17. meu nome é Adriana , tenho hernia de disco centro lateral em L5-S1,protrusão discal em L4-L5,tocando a face anterior do sacro dural,reduzindo o espaço,anterior e rotura parcial do anulo-fibroso centralmente, já fiz tratamento com sequencia de bloqueio,na clinica da dor,analgésico,injetavéis,acumputura ,massagem,fisioterapia,a dormencia persciste nos pés ,não consigo movimenta-los principalmente os dedos,a dor na lombar perciste,dores de cabeça,dor nas costas até o pescoço,estão desesperada,pois o médico me aconselhou cirurgia,pois estou com sintomas neurologico,peço uma opinião,me ajuda grata.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s