Mais um antiinflamatório sai das farmácias este mês. O remédio Prexige fabricado pelo laboratório Novartis ficará fora de circulação na versão para uso contínuo e temporariamente na versão para dores agudas, até que a Anvisa possa avaliar seus riscos. Além do Prexige, outros medicamentos antiinflamatórios também estão na listra negra da Anvisa. Entre eles estão: Celebra, Bextra e o Arcoxia. Estes medicamentos são da mesma classe, são inibidores da enzima COX-2 presente na inflamação, ou seja, podem ter os mesmos efeitos colaterais.

                Entre 2005 e 2008, aconteceram mais de 3.500 casos de efeitos adversos no mundo inteiro, sendo 35% no Brasil. Problemas hepáticos graves, hemorragias, pancreatite, insuficiência renal e infarto; foram alguns dos problemas relatados.

                Todos os remédios são testados diversas vezes antes de serem autorizados ao uso, por exemplo, o prexige foi testado em mais de 18 mil pessoas. Porém em medicina não há lógica, 2 + 2 não são 4, sempre existe a possibilidade do o organismo não aceitar o medicamento, mesmo que seja 0,0001% de chances, mas existe! Medicamentos são imprescindíveis, salvam vidas e mais vidas como já disse no artigo: Remédio aliado ou vilão? Postado no dia 17 de abril de 2008, mas cautela e prescrição médica são necessários. Não tome remédios sem a indicação de um médico.

O Arcoxia, por exemplo, foi desenvolvido e é utilizado para atuar em Artrite Reumatóide, Gota, etc. Que são patologias graves e de difícil tratamento. Mas o que acontece são pessoas com pequenas dores de cabeça, cólicas menstruais, e dores ortopédicas utilizando o produto sem prescrição médica, e às vezes, continuamente. Acontecem problemas de rejeição ao medicamento, o produto é criticado e o medicamento proibido. Um medicamento que pode ser utilizado por alguns pacientes em algumas ocasiões acaba por estar fora das prateleiras por mau uso, ou até por má indicação.

Tenha uma vida com hábitos saudáveis, tome o mínimo de remédios possíveis e somente quando indicado por um médico, procure tratamentos alternativos, faça atividade física regularmente, tenha uma alimentação balanceada e viva melhor!

 

Frederico Meirelles.

Anúncios