1, Atividade Física, Atletas, Atletismo, AVC, Área da Saúde, Bem estar, Biomecânica, Coluna Vertebral, Corpo, Derrame, Dor, Esporte de Alto Rendimento, Exercícios, Fisioterapia, Fisioterapia Esportiva, Fisioterapia Neurológica, Fotos, health, Idoso, Inflamação, Medicina, Medicina Esportiva, Neurologia, omt, Osteopathic, osteopathy, Osteopatia, pain, Pesquisas, Qualidade de vida, Reabilitação, Reabilitação Neurológica, Saúde, Saúde do Idoso, Terapia Manual, terapias Manuales, Vídeos

A Osteopatia no Esporte


https://instagram.com/prof.fredericomeirelles?igshid=tmuc9vwhkbq

Em diversos países, o osteopata já faz parte da equipe multidisciplinar de atletas de alto nivel. Alguns exemplos: No tênis, eles chegam a realizar atendimentos até durante o jogo; o Fisioterapeuta do Clube de Futebol Real Madrid é Osteopata e Professor da Escola de Osteopatia de Madrid; no Atletismo, o Atleta Brasileiro de salto triplo Jadel Gregório já utilizou a Osteopatia para se recuperar de lesões. Enfim, no mundo atual, cada vez mais os Osteopatas estão sendo procurados pelos atletas. No brasil ainda é restrito, mas na Europa, esta é uma conduta bastante comum.

Pequeno histórico da Osteopatia no esporte:

Andrew Taylor Still, o criador da Osteopatia, já mencionava a importância da estrutura e função corporal coordenadas e a importância do aparelho músculo esquelético para a manutenção da saúde do indivíduo. Still ajudou muitos atletas no tempo onde a medicina esportiva ainda não tinha ferramentas para tratamentos satisfatórios. À medida que a reputação de Still foi crescendo, durante o Séc. XIX, com suas habilidades manuais, conseguia alívios para entorses, tensões e luxações. Muitos atletas lesionados procuraram Still para serem tratados com a Osteopatia. Por isso, como poucos sabem, Andrew Taylor Still, o criador da Osteopatia, foi também conhecido como o precursor da medicina esportiva. ⁽¹⁾

O princípio básico da Osteopatia é liberdade de movimento e o esporte é o auge, a perfeição do movimento. A Osteopatia e o esporte estão ligados por essência. Esta essência é que faz o Osteopata ser o entendedor da sensibilidade de cada atleta, de cada esporte, de cada movimento, de cada respiração; buscando sempre o melhor desempenho.

A disfunção somática⁽²⁾, ou seja, falta de mobilidade⁽³⁾ que produz diversos sintomas(4),irá gerar repercussões em todo o corpo. O corpo irá tentar compensar esta falta de movimento, alguma estrutura será sobrecarregada. No esporte, onde os movimentos são repedidos inúmeras vezes e com imensa intensidade, as repercussões poderão ser ainda mais graves. Algumas lesões degenerativas, que normalmente culpamos a idade ou a prática esportiva, podem ser prevenidas. Na visão do Osteopata, um local degenerado na maioria das vezes pode ser um local sobrecarregado. Porque este local está sobrecarregado? O que está levando esta articulação a uma sobrecarga? Porque sempre tenho problemas somente nesta articulação? Estas são perguntas para serem respondidas pelo Osteopata. É exatamente isto que ele buscará na sua anamnese e no seu exame físico, tentar responder estas questões. Adiantaria para o atleta somente a dor melhorar? A dor pode até melhorar, com o repouso, antiinflamatórios, antialgicos; mas a sobrecarga e a degeneração continuam. Temos que melhorar a mecânica, o mais rápido possível, a fim de não haver mais lesões na estrutura corporal. Depois que lesionamos a estrutura, fica muito mais difícil restaurar a função perfeita.

Das disfunções somáticas, 80% são produzidas por traumas, ou seja, pancadas, quedas, acidentes, etc. Sempre após um trauma, mesmo não sentindo dor, procure um Osteopata. As disfunções inicialmente são silenciosas e normalmente não causam sintoma algum. Este pode ser o início de uma cadeia lesional, ou seja, o corpo começará a compensar aquela disfunção criando adaptações. Anos depois, poderemos ter problemas em locais distantes do trauma inicial. Isto é muito comum.

Você que é atleta e tem uma boa consciência corporal e que conhece seu corpo, quando perceber que algo está sobrecarregado no seu corpo, procure um Osteopata e faça uma avaliação. Você pode, dependendo do caso, até estender sua carreira.

O Osteopata tem um papel privilegiado no cuidado ao atleta. As habilidades palpatórias únicas do Osteopata asseguram uma vantagem para determinar a localização, a extensão e as manifestações associadas (+++) às lesões esportivas.

O importante é tratar o que realmente está causando os problemas e não somente os sintomas.

(1) Still Jr CE. Frontier Doctor – Medical Pioneer: The Life and Times of A. T. Still and His Family. Kirksville, MO: The Thomas Jefferson University Press; 1907 (Reprinted 1991):205-216

(2) Educational Council on Osteopathic Principles. Glossary of Osteopathic Terminology. Washington, DC: American Association of Osteopathy Colleges: 2001.

(3)Denslow JS. Pathologic evidence for the osteopathic lesion: The Known, unknown and controversial. En: Beal MC, ed. Selected Papers of John Stedman Denslow, DO. Indianápolis, IN: American Academy of Osteopathy; 1993: 154-160.

(4) Korr I. The neural basis of the osteopathic lesion. En: Peterson B, ed. The Collected Papers of Irvin M. Korr. Colorado Springs, CO: American Academy of Osteopathy, 1979: 120-127.

Em breve teremos novidades no site. Aguardem.

Frederico Meirelles.

Entre também nos links:

Marcação de consultas:

https://fredericomeirelles.wordpress.com/contato/

Síndrome do túnel do carpo:

https://fredericomeirelles.com/2008/09/29/sindrome-do-tunel-do-carpo-tratamentos-diagnostico-prevencao-sintomas/

O que é Hérnia de disco e Protrusão discal:

https://fredericomeirelles.com/2008/05/07/o-que-e-hernia-de-disco-o-que-e-protusao-discal-tratamentos-diagnostico-prevencao-sintomas/

Anúncios

Um comentário em “A Osteopatia no Esporte”

  1. bom dia!!!!!!!!!!!

    estou cursando 7 semestre tenho curiosidade sobre assunto abordado se posssível gostaria de saber se tem disponibilidade de enviar alguns materias ou dicas , sendo esse meu primeiro despertar para osteopatia .

    grata a mesma.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s