You are currently browsing the tag archive for the ‘Reabilitação’ tag.

Você sabia que de manhã, ao acordar, somos mais altos do que a noite quando vamos dormir? É fisiológico. O disco se desidrata durante o dia, mas à noite, quando deitamos, aliviamos as forças compressivas e o disco se reidrata.

OBS: Importância de boas horas de sono!!!

A desidratação discal é um achado relativamente frequente em laudos de Ressonância Nuclear Magnética (RNM).

Disc degeneration

Veja na imagem acima a diferença de cor entre um disco sadio e um disco desidratado (seta).

Conceitualmente, por pura lógica, o disco intervertebral está desidratado, ou seja, com pouca agua para manter suas funções principais.

O que nos interessa esta informação? Como interpretar este achado? Gera dor? É importante? Tem cura?

Antes, devemos entender a fisiologia do disco intervertebral para que possamos interpretar corretamente este achado. Veja um resumo sobre a função do disco intervertebral em: https://fredericomeirelles.com/2011/07/14/disco-intervertebral-anel-fibroso-e-nucleo-pulposo/.

Após ler o artigo acima, e entender sobre o assunto, podemos chegar a uma conclusão:

Se o disco é hidrófilo, ou seja, tem a capacidade física de absorver água, e esta função está prejudicada, alguns problemas estão acontecendo e a função do disco está sendo prejudicada (relação estrutura x função).

O que acontece para o disco ficar desidratado?

Existem algumas células responsáveis pela hidratação do disco intervertebral e cartilagens articulares:

Proteoglicanos e glicosaminoglicanos, que tem uma função importante em nosso corpo. Veja explicação abaixo:

Proteoglicanos são proteínas extracelulares ligadas a glicosaminoglicanos (estruturas que possuem um dos açúcares aminados e normalmente sulfatados). Os glicosaminoglicanos possuem alta quantidade de carga negativa, e por isso acabam atraindo uma nuvem de cátions, onde o mais atraído é o sódio que traz com ele moléculas de água. Essa capacidade dos glicosaminoglicanos de atrair cátions e água, confere aos proteoglicanos a função de dar a matriz extracelular uma característica hidratada. Além disso os proteoglicanos têm a função de dar rigidez a matriz, resistindo à compressão e preenchendo espaços. (retirado de: http://pt.wikipedia.org)

Na degeneração discal, estas células começam a morrer, fazendo com que o disco fique desidratado. A desidratação discal, apesar de inicialmente não gerar dor, é um sinal de que a região está sofrendo. Com menos capacidade de reter água, o disco não consegue absorver as cargas corretamente, facilitando ainda mais o aparecimento de protrusões e hérnias discais. É muito comum que o disco protruido ou herniado também esteja desidratado. Isso faz parte da gênese da hérnia discal. Podemos deduzir que, se a sobrecarga geradora da desidratação discal continuar ocorrendo, é de se esperar uma aparição de uma protrusão ou, até mesmo, uma herniação discal.

O que fazer?

Antes de tudo, você deve procurar um profissional habilitado para interpretar estes sintomas e utilizar para o raciocínio clínico.

O tratamento deve ser baseado em buscar o que está sobrecarregando esta região.

O Osteopata interpreta estes dados e estimula nosso corpo a buscar seu equilíbrio.

Atenciosamente,

Prof. Frederico Meirelles, C. O.

Anúncios

Reportagem vinculada ao Jornal O GLOBO de 17 de abril de 2008,

MERCK SABIA QUE VIOXX PODIA MATAR

Revista diz que laboratório omitiu resultados de estudos sobre riscos

     O laboratório Merck escondeu provas de que o seu antiinflamatório Vioxx poderia ser prejudicial a saúde e poderia matar em alguns casos. Pesquisadores americanos afirmam que a empresa sabia desses problemas anos antes de decidir retirar o medicamento das farmácias, em 2004. A denúncia foi publicada na edição desta semana da revista médica americana “JAMA”.

     Durante 5 anos o Vioxx rendeu bilhões de dólares ao laboratório. Análises de documentos durante o processo litigioso indicam que pesquisadores do Merck estavam cientes dos problemas com o medicamento antes de 2004. De acordo com o artigo publicado na “JAMA”, a companhia omitiu que pacientes com mal de Alzheimer que usavam o medicamento com regularidade tinham o TRIPLO DE CHANCES DE MORRER em comparação com o grupo que tomava substância placebo.

     Uma análise sugere que o laboratório contratou pesquisadores acadêmicos apenas para que emprestassem sua credibilidade aos estudos realizados pelo laboratório. O objetivo seria apresentar os estudos como prova de segurança e eficácia do medicamento.

     A revista “JAMA” propõe profundas mudanças para combater a influência dos laboratórios junto à pesquisa médica.

     Este post foi criado para analizar-mos a intensidade deste problema. Hoje em dia, cada vez mais a indústria farmacêutica cresce e tomamos remédios sem saber realmente seus efeitos colaterais. Na minha opinião, remédios são indispensáveis, porém na prática clínica, o que vemos são excessos.

     Por exemplo, dezembro passado um paciente estava com uma dor na região escapular (“meio das costas”) e foi encaminhada ao Médico, que o receitou um forte antiinflamatório durante 14 dias. Após os 14 dias os sintomas não melhoraram e o mesmo me procurou. Na avaliação osteopática descobri que haviam fixações articulares que ocasionavam falta de movimento em algumas regiões do corpo, e por consequência sobrecarregavam o local da dor. Foi realizado um atendimento de Osteopatia e as dores foram progressivamente diminuindo, até desaparecerem uma semana depois. Será que o paciente realmente precisava tomar o remédio indicado? 

     Com a Osteopatia, tratou-se da dor somente com manobras manuais e não precisou utilizar nenhum medicamento. Obviamente, não são em todos os casos que não se precisa utilizar um remédio, mas em muitos casos, resultados surpreendentes podem ser alcançados sem a utilização de drogas.

     Muitas pessoas que tem dor, tomam antiinflamatórios a vida inteira sem saber a que riscos isso leva. Talvez estas mesmas pessoas poderiam se beneficiar somente por manobras manuais e por Reabitação Física. No Brasil, pela falta de informações sobre saúde, a população em geral acaba sendo refém das consequências do uso excessivo de medicamentos. Estas consequências vão desde problemas estomacais, a até mesmo, um ataque cardíaco. 

    Temos que estar atentos para não sermos vítimas de um sistema de saúde FALIDO. Excesso de pacientes, planos de saúde que pagam mal, estresse, influência da pressão psicológica das indústrias farmacêuticas que criam “novos???” medicamentos para não se perder a patente de um antigo, desvalorização do profissional de saúde, etc.

      Espero que o tempo passe a as informações corretas cheguem ao alcance das pessoas. Fisioterapia, Osteopatia, acupuntura, entre outros tem resultados surpreendentes em relação a diversos problemas. Procure um profissional de qualidade e não deixe de pensar em saúde. Saúde com o mínimo de remédio e o máximo de qualidade de vida. Busque sua reabilitação e acredite nas mãos do fisioterapeuta.

Frederico Meirelles.  

Bom Dia a todos!

            Estou começando com este blog em virtude da grande quantidade de informações que poderemos compartilhar ao longo dos anos. Sou Fisioterapeuta e estou disposto a ajudar e dar informações relavantes sobre vários assuntos ligados a Fisioterapia e área da Saúde.

            Semanalmente irei postar notícias, informações e curiosidades sobre as mais variadas formas de tratamento, diagnóstico e doenças que atingem a população em geral. Quem tiver alguma dúvida ou curiosidade sobre determinado assunto, peço que pergunte pelo blog para que possamos discutir o assunto de forma a sanar as dúvidas. Estarei sempre a disposição e espero que este blog ajude a sanar diversas dúvidas em relação a diversos problemas como por exemplo: Hérnias de disco, Artrose, Osteoporose, Cervicalgia, Escoliose, Doença de Parkinson, etc. 

Número de Visitas

  • 1,926,549 Visitantes

Arquivos

Calendário de Posts

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« set    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Melhores

%d blogueiros gostam disto: